Sociedade

PJ deteve neto suspeito de matar avó na sua residência em Seia

Depois de discutir com a familiar, o homem de 31 anos aproveitou-se da sua superioridade física para agredir a vítima. 


Um homem de 31 anos foi detido, esta quarta-feira, por estar “fortemente indiciado” pela prática de um crime de homicídio qualificado, no qual terá estrangulado a sua avó de 70 anos, numa residência em São Martinho, no concelho de Seia.

Segundo um comunicado divulgado hoje pela Polícia Judiciária (PJ), a morte ocorreu na casa da vítima, onde o detido e uma irmã também residiam, depois de ter regressado “recentemente da Suíça”.

O contexto familiar era “caracterizado por persistentes desavenças familiares entre o autor e a vítima”, que contribuíram para o homicídio da septuagenária.

Na sequência de mais uma discussão entre o neto e a avó, “que terá mesmo exigido o abandono da casa” por parte do suspeito, o homem aproveitou-se da sua superioridade física para agarrar “a vítima pelo pescoço, estrangulando-a e fazendo-a tombar no chão, prosseguindo depois com sucessivos embates da cabeça desta contra o solo”.

Após o ato, o detido terá ligado para o 112, “alegando, inicialmente, que o fez pela razão de ter encontrado a sua avó caída no chão e inanimada”. No entanto, mais tarde, acabou por assumir ter sido ele o causador do estado da vítima.

De acordo com a autoridade judiciária, a mulher foi socorrida no local e depois transportada ao Hospital da Seia, onde morreu com “claros sinais de agressão violenta”.

O detido, atualmente desempregado, vai agora ser presente às competentes autoridades judiciárias, sendo obrigado a comparecer em interrogatório judicial para a aplicação de medidas de coação adequadas ao seu caso.

Os comentários estão desactivados.