Internacional

Presidente da Moldávia diz que país vive "momento importante" após recomendação da Comissão Europeia

A Comissão Europeia recomendou hoje os 27 Estados-membros do Conselho Europeu a conceder à Ucrânia e Moldávia o estatuto de país candidato à adesão à UE.


Depois de a Comissão Europeia recomendar o estatuto de candidatura à União Europeia (UE) à Ucrânia e Moldávia, a Presidente moldava, Maia Sandu, afirmou, esta sexta-feira, que o país vive um “momento importante” e “histórico”.

"Este é um momento importante para o futuro da República da Moldova. E é também a esperança de que os nossos cidadãos precisam", apontou Maia Sandu numa mensagem publicada na rede social Telegram.

"Sabemos que o processo será difícil, mas estamos determinados", assinalou a chefe de Estado, ao notar que a recomendação de Bruxelas "fortalece as aspirações europeias" dos moldavos.

Maia Sandu ainda defendeu a Moldávia como “um país europeu”. “A nossa língua - o romeno - é uma língua oficial da UE. Temos uma história europeia e um sistema político democrático europeu", vincou.

A Comissão Europeia recomendou os 27 Estados-membros do Conselho Europeu a conceder à Ucrânia e Moldávia o estatuto de país candidato à adesão à UE. Já a Geórgia também está no mesmo caminho, no entanto a comissão entende serem necessários mais passos para obter esta posição.

As recomendações do executivo comunitário vão ser discutidas pelo bloco europeu já na próxima semana, num Conselho Europeu agendado para 23 e 24 de junho, na capital belga.

Os comentários estão desactivados.