Internacional

Ex-ministros e pastores alvos de mandados da polícia brasileira

Em causa está a atribuição de verbas públicas do Ministério da Educação em troca de subornos, com a anuência do ex-ministro.


A Polícia Federal brasileira realizou esta quarta-feira uma operação para investigar a alegada prática de tráfico de influência e corrupção para a atribuição de recursos públicos no Ministério da Educação num caso que envolve um ex-ministro e pastores evangélicos.

Segundo os media brasileiros, o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro e os pastores evangélicos Gilmar Santos e Arilton Moura são alvo de mandados de prisão. De acordo com a Folha de São Paulo, Milton Ribeiro e Gilmar Santos - ambos ligados a Jair Bolsonaro - já foram efetivamente detidos.

Numa nota, sem identificar os alvos dos mandados, a Polícia Federal informa que a operação, denominada Acesso Pago, identificou possíveis indícios de prática criminosa para a liberação das verbas públicas”.

A investigação começou depois de o jornal O Estado de S. Paulo ter divulgado em março informações de que os pastores Gilmar Santos e Arilton Moura estariam alegadamente a intermediar pedidos de prefeitos para atribuição de verbas públicas do Ministério da Educação em troca de subornos, com a anuência do ex-ministro.

Os comentários estão desactivados.