Sociedade

PJ apreende mais de 8 toneladas de cocaína escondida em contentores de bananas em Setúbal

O estupefaciente vinha da Colômbia, escondido nos contentores de bananas, e chegou ao porto de Setúbal por via marítima. 


Foram apreendidas 8,13 toneladas de cocaína no porto de Setúbal, a qual entrou em Portugal por via marítima, anunciou, esta quinta-feira, a Polícia Judiciária (PJ). O estupefaciente vinha da Colômbia, escondido nos contentores de bananas.

Numa das maiores apreensões realizadas no país, a PJ indicou, em comunicado, que a operação apelidada de “Bananero” aconteceu durante as últimas três semanas e até ao momento ainda não foram anunciadas detenções, sendo que as investigações prosseguem em Portugal e em países europeus para onde a droga tinha destino, com a colaboração da Europol.

A autoridade judiciária explicou que a cocaína "que chegou ao Porto de Setúbal dissimulada no interior de elevado número de paletes de caixas de bananas transportadas nos porões de três navios de uma linha comercial que todas as semanas efetua ligações entre portos colombianos e vários portos europeus, destinava-se a abastecer os circuitos ilícitos de consumo em vários países europeus".

Esta operação também contou com o apoio de diferentes congéneres e parceiros internacionais, bem como da Autoridade Tributária e Aduaneira e da GNR, indicou ainda a PJ à agência Lusa.

Desde o início de 2022, já foram apreendidas 12,176 toneladas de cocaína em Portugal, o que, em comparação com a quantidade de droga apreendida no ano passado, resulta num aumento de 22,7% só no primeiro semestre de 2022.

Os comentários estão desactivados.