Sociedade

Suspeitos da morte de Jéssica ficam em prisão preventiva

‘Tita’ e Justo negaram participação na morte da menina. Esmeralda não falou.

Suspeitos da morte de Jéssica ficam em prisão preventiva

DR  


Os três suspeitos da morte de Jéssica, a menina de três anos que morreu na segunda-feira em Setúbal, vão aguardar julgamento em prisão preventiva, decretou o juiz de instrução criminal de Setúbal.

Cristina ‘Tita’, Justo e a filha estão indiciados pelos crimes de homicídio qualificado, extorsão e ofensas físicas graves.

O Ministério Público, que pedia a prisão preventiva dos suspeitos, acrescentou posteriormente à acusação o crime de coação, devido às ameaças de morte pelos suspeitos à mãe da menina.

A mulher e o marido falaram mas negaram qualquer participação na morte da criança, a filha, Esmeralda, recusou prestar declarações.

Para a decisão do juiz, que aplicou a medida de coação mais gravosa, terão pesado o perigo de fuga, evocado pelo MP, tendo em conta que os três foram capturados em Leiria a preparar a fuga do país, e o alarme social.

Os comentários estão desactivados.