Internacional

Mais de 100 cadáveres encontrados em escombros na cidade de Mariupol

A descoberta foi anunciada, na rede social Telegram, pelo conselheiro do ex-presidente de câmara de Mariupol, Petro Andriushchenko, que já não se encontra a viver naquela cidade desde que foi tomada pelos russos.


Foram encontrados mais de 100 cadáveres de civis nos escombros de um conjunto de edifícios bombardeados pelas forças russas na cidade ucraniana de Mariupol, que está inteiramente sob o poder de Moscovo.

A descoberta foi anunciada, esta segunda-feira na rede social Telegram, pelo conselheiro do ex-presidente de câmara de Mariupol, Petro Andriushchenko, que já não se encontra a viver nesta cidade desde que foi tomada pelos russos. No entanto, continua a publicar mensagens sobre a situação na região com informações que obtém de associações e amigos que ainda se localizam em Mariupol.

"Descobertas novas e devastadoras. Durante a inspeção de edifícios no bairro de Livoberezhnyi (na margem esquerda de Mariupol), foram encontrados mais de 100 civis mortos num atentado bombista", declarou o antigo presidente da câmara da cidade.

Os corpos estavam "num edifício no cruzamento das ruas Peremohy Avenue e Meotydy Boulevard que foi atacado durante a ofensiva aérea. Os ocupantes (russos) não tinham planos de recuperar e enterrar os corpos", adiantou ainda.  

Ainda assim, "os esforços para exumar corpos [em toda a cidade] continuam", afirmou Petro Andriushchenko, ao notar que estão a dar prioridade a retirar cadáveres dos recreios escolares e jardins infantis.

Depois das exumações, o trabalho seguinte será arranjar sepulturas onde os corpos serão enterrados, de forma a eliminar odores.

Recorde-se que Mariupol tem estado cercada por tropas russas praticamente desde o início da invasão militar, que começou a 24 de fevereiro.

Os comentários estão desactivados.