Vida

Mulher de Andreas Kisser, guitarrista dos Sepultura, morre aos 52 anos

Patrícia Perissonoto lutava contra um cancro do cólon. 


Patrícia Perissonoto, mulher de Andreas Kisser, guitarrista da banda Sepultura, que lutava uma batalha contra o cancro do cólon, morreu. Tinha 52 anos. 

Numa última públicação e homenagem à sua mulher, através do Instagram, Andreas agradeceu o "privilégio" de ter conhecido Patrícia. "Minha namorada, minha mulher e minha melhor amiga! Meu norte, minha inspiração e a melhor experiência da vida. Como aprendi contigo, como melhorei contigo, como cresci", pode ler-se. 

"Desde 1990, quando demos o primeiro beijo no meio de uma rua em Mogi das Cruzes onde tu fazias a faculdade de Medicina, nunca mais nos separamos. Tu gostavas de Chitaozinho e Xororo e nem sabia o que era Led Zeppelin e isso uniu-nos ainda mais, as nossas diferenças foram os melhores encaixes para a construção de uma estrutura sólida e longeva", diz o guitarrista da banda de metal, na mesma nota.

"32 anos juntos com muito amor, respeito e cumplicidade", partilha ainda com o fãs. "Tu és a melhor mãe do mundo, a melhor filha, a melhor amiga, a melhor tia, prima, vizinha, a melhor irmã, a melhor companhia, a melhor parceira no trabalho, a melhor risada, a mais linda da escola."

No final da publicação, o músico relembra que não teve atitudes sempre corretas: "Vai em paz meu amor, obrigado por tudo, desculpa por ter bebido muito em algumas ocasiões, ter sido um idiota ciumento no começo do namoro, entre outras coisas que te incomodavam. Eu levei-te para a Disney pela primeira vez e isso eu guardo com muito carinho, nunca vou esquecer a tua alegria neste dia. Eu amo-te! O meu caminho sempre foi mais leve ao teu lado!"

 

 

Os comentários estão desactivados.