Economia

Energia. Bruxelas saúda reconhecimento do nuclear e do gás como sustentáveis

“Este voto foi um reconhecimento importante da nossa abordagem pragmática e realista que ajuda muitos Estados-membros no seu caminho de transição para a neutralidade climática”, referiu o executivo comunitário.

Energia. Bruxelas saúda reconhecimento do nuclear e do gás como sustentáveis

A Comissão Europeia considerou “importante” o reconhecimento, pelos eurodeputados, da classificação “pragmática e realista” do nuclear e do gás como fontes de energia economicamente sustentáveis do ponto de vista ambiental (taxonomia) na União Europeia.

“Este voto foi um reconhecimento importante da nossa abordagem pragmática e realista que ajuda muitos Estados-membros no seu caminho de transição para a neutralidade climática”, referiu o executivo comunitário.

O Parlamento Europeu validou a classificação de nuclear e do gás como fontes de energia economicamente sustentáveis do ponto de vista ambiental, ao rejeitar uma moção de objeção à polémica proposta da Comissão Europeia.

Para a proposta do executivo comunitário ser vetada, a moção precisava de reunir 353 votos (maioria absoluta) na votação realizada no hemiciclo de Estrasburgo, França, mas teve apenas 278 votos a favor (328 contra e 33 abstenções), pelo que o ato delegado sobre a taxonomia (sistema de classificação para investimentos ‘verdes’) deverá entrar em vigor a partir de 1 de janeiro do próximo ano, caso o Conselho (Estados-membros) também não levante objeções até à próxima segunda-feira.

Os comentários estão desactivados.