Vida

"Robert não é um monstro". Vítima de R. Kelly assume que está noiva do cantor

"Eu e Robert estamos profundamente apaixonados e parte-me o coração que o governo tentou criar uma narrativa a dar entender que sou uma vítima”, afirmou Joycelyn Savage. 


A atual namorada e suposta vítima do cantor R. Kelly – condenado a 30 anos de prisão por crimes sexuais e tráfico sexual -, Joycelyn Savage, enviou uma carta ao juiz responsável pelo caso a revelar que está noiva e “profundamente apaixonada” pelo músico.

Segundo a imprensa norte-americana, Joycelyn escreveu a carta para pedir clemência ao tribunal para que a sentença de R. Kelly, cujo nome verdadeiro é Robert Kelly, fosse menos pesada e que o artista deixasse de ser visto como um “monstro”.

"Robert não é o monstro que o governo o descreveu", disse a namorada. "O Robert que eu conheço é muito doce, gentil e bondoso. No final do dia, ele sempre se certificou de que eu era bem tratada, tal como acontecia com as outras mulheres com quem ele estivesse”, salientou.

Nas palavras da noiva, o artista de 55 anos é uma “pessoa incrível” que "aproveita qualquer oportunidade para ajudar os necessitados".

"Eu e Robert estamos profundamente apaixonados e parte-me o coração que o governo tentou criar uma narrativa a dar entender que sou uma vítima”, afirmou Joycelyn Savage, ao referir que é “uma mulher adulta” e que pode falar por si.

R. Kelly foi condenado a 30 anos de prisão por crimes sexuais e tráfico sexual. O músico terá recrutado adolescentes e mulheres para as forçar a atividades sexuais.

Os comentários estão desactivados.