Sociedade

Balanço provisório aponta para cerca de 430 hectares de área ardida e 12 feridos no incêndio em Palmela

No local do incêndio, agora considerado dominado, estão meios que “permanecem em vigilância” para “prevenir reacendimentos", confirma a autarquia. 


A Câmara Municipal de Palmela avançou, esta tarde, com os dados provisórios sobre o incêndio que deflagrou ontem o concelho do distrito de Setúbal: cerca de 430 hectares foram contabilizados como área ardida, registaram-se 21 ocorrências e 12 feridos.

Num comunicado publicado no site, o município indica que os feridos são nove bombeiros, dois civis e um militar e que o balanço provisório “dá conta de cerca de 430 hectares de área ardida”.

No local do incêndio, agora considerado dominado, estão meios que “permanecem em vigilância” para “prevenir reacendimentos, face às elevadas temperaturas e ao vento intenso que se fazem sentir”.

Também já não existem vias condicionadas à circulação, confirma a câmara de Palmela.

“No período mais crítico estiveram envolvidos no combate 521 operacionais, 140 veículos, dois aviões e dois helicópteros”, informa a autarquia, ao adiantar que os serviços municipais “estão a fazer o levantamento de todos os danos em equipamentos e bens públicos e privados e a contactar com pessoas afetadas, para avaliar prejuízos”.

Também está a realizado o esforço para apoiar “as diversas entidades na reposição de infraestruturas danificadas, nomeadamente, na área das comunicações e eletricidade”, completa a câmara de Palmela.

Os comentários estão desactivados.