Vinagrete

Temido não é de águas profundas

Entretanto a esquerda, talvez pelo tipo de legislação laboral, quanto mais médicos aceita para o SNS, mais as coisas se mantêm inalteradas. Será um excesso das baixas que eles próprios passam? 

Temido não é de águas profundas

Afinal Marta Temido não é um peixe de águas profundas como Gama, especializada em estar quieta, quando todos pedem acção. É mais tipo António Costa, só ficando parada enquanto acha que pode, e depois a reboque dos jornais fazer qualquer coisa, nem sempre coerente.

Valerá a pena lembrar aqui que os dois ministros da Saúde que atingiram maior popularidade eram de direita, Leonor Beleza, do PSD, e Luía Barbosa, do CDS (enfim, enfrentaram os médicos, coisa que o PS nunca fez). Sempre foi a direita, apesar de menor entusiasta do SNS público (foram sempre grandes defensores do Privado, e nunca criariam o SNS público e para todos), ou talvez até por isso, que os enfrentou mais.

Entretanto a esquerda, talvez pelo tipo de legislação laboral, quanto mais médicos aceita para o SNS, mais as coisas se mantêm inalteradas. Será um excesso das baixas que eles próprios passam? Uma coisa parece certa: os sindicatos e o bastonário dos médicos serão os últimos a contribuírem para uma solução. Preferem continuar como parte interessadíssima.

Os comentários estão desactivados.