Politica

PCP acusa Governo de degradação deliberada do SNS

Líder comunista afirmou que “ao não tomar medidas eficazes, o Governo está deliberadamente a permitir a degradação do SNS” e, ao mesmo tempo, a favorecer grupos privados.

PCP acusa Governo de degradação deliberada do SNS

Jerónimo de Sousa, secretário-geral do PCP, acusou ontem o Governo de permitir deliberadamente a degradação do Serviço Nacional de Saúde (SNS), enquanto estava consciente que “o resultado da sua inércia seria desastroso”. Mais, neste âmbito, o líder comunista acusou o Governo de permitir esta degradação de forma a favorecer os grupos privados do setor.

“O Governo assistiu a tudo [no SNS] e não tomou as medidas necessárias para começar a inverter esta grave situação e a conclusão a tirar só pode ser uma: o Governo sabia que o resultado da sua inércia seria desastroso e quis que assim fosse”, acusou Jerónimo de Sousa, numa tribuna pública intitulada “Reforçar o SNS, garantir saúde para todos”, realizada junto ao centro de saúde do Olival, na freguesia de Agualva-Cacém, em Sintra.

Jerónimo de Sousa afirmou que “ao não tomar medidas eficazes, o Governo está deliberadamente a permitir a degradação do SNS” e, ao mesmo tempo, a favorecer grupos privados, que “não só garantem boa parte do seu financiamento com transferências do SNS, cerca de 40% da despesa corrente, como prosperam tanto mais quanto maiores forem as dificuldades do SNS”.

Os comentários estão desactivados.