Desporto

FC Porto obrigado a disputar dois jogos à porta fechada devido a confrontos frente ao Sporting

Já do lado do Sporting, o jogador brasileiro Matheus Reis, o único arguido dos ‘leões’ no processo, foi absolvido das acusações.


O FC Porto vai jogar duas partidas à porta fechada devido aos desacatos que aconteceram em campo no jogo frente ao Sporting na época passada, no Estádio do Dragão.

O castigo foi conhecido esta terça-feira e aplicado pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, que em comunicado também anunciou uma multa de pouco mais de 25 mil euros para os ‘dragões’ e a condenação pelas infrações de arremesso de objeto sem reflexo no jogo, entrada e permanência de pessoas não autorizadas e inobservância qualificada de outros deveres.

Em relação aos arguidos do processo, João Paulo Vieira de Sousa e Carlos Miguel Alves Carvalho, coordenador e diretor de segurança do FC Porto, Ricardo Manuel Vasconcelos Carvalho, diretor de campo da FC Porto, Manuel Silva, Cláudio Filipe Nova e Carlos Elias, elementos de apoio às ações promocionais do FC Porto, foram condenados por infração e incumprimento de funções, tendo sido multados em valores entre os 900 e os 1.600 euros.

Já do lado do Sporting, o jogador brasileiro Matheus Reis, o único arguido dos ‘leões’ no processo, foi absolvido das acusações.

As multas são resultado dos incidentes que ocorreram no jogo FC Porto-Sporting, no dia 11 de fevereiro de 2022, a contar para a Liga Bwin. Elementos das duas equipas envolveram-se em confrontos, após o apito final. O encontro terminou empatado por 2-2.

Os comentários estão desactivados.