Sociedade

Três aldeias evacuadas devido ao incêndio em Murça

Chamas estão a ser combatidas por mais de 800 operacionais, apoiados por 270 veículos e quatro meios aéreos.


O incêndio em Murça está a obrigar a evacuação de três aldeias – Fiolhoso, em Murça, Cabanas, em Valpaços, e Sevivas, em Vila Pouca de Aguiar.

O fogo está a aproximar-se das aldeias devido “ao vento muito forte que se faz sentir na região” de Vila Real, indicou uma fonte do Centro Distrital de Operações de Socorros (CDOS) daquela região, citada pela agência Lusa.

Além disso, o fumo intenso na encosta sobranceira a Murça também está a impedir a circulação de veículos na Estrada Municipal 314, entre Murça e Carrazeda de Montenegro, pelo que aquele troço está cortado ao trânsito, constatou a mesma agência no local.

O incêndio em Cortinhas, Murça, começou no domingo e já consumiu entre 10 mil a 12 mil hectares nos três concelhos atingidos, avançou o presidente da Câmara de Murça.

Este incêndio está a mobilizar, de momento, o maior contingente de bombeiros e meios de combate. De acordo com o site da Proteção Civil, consultado pelas 17h47, estão envolvidos 804 operacionais, apoiados por 270 veículos e quatro meios aéreos.

Apenas no distrito de Vila Real, segundo a Proteção Civil, estão 1.197 bombeiros, acompanhados por 385 viaturas e cinco meios aéreos.

No ponto de situação da Proteção Civil, pelas 18h, as ocorrências consideradas mais importantes eram os incêndios em Cortinhas, no concelho de Murça, distrito de Vila Real; em Bustelo, concelho de Chaves, distrito de Vila Real; em Pinheiro de Bemposta, concelho de Oliveira de Azeméis, distrito de Aveiro; e Meirinhas, concelho de Pombal, distrito de Leiria.

Os comentários estão desactivados.