Economia

BdP. Défice externo sobe para 3542 milhões de euros até maio

Só em maio, o défice da balança corrente e de capital foi de 1755 milhões de euros, um aumento face ao período homólogo.

BdP. Défice externo sobe para 3542 milhões de euros até maio

Até maio, a economia portuguesa registou um défice externo de 3542 milhões de euros, valor que compara com um défice de 714 milhões de euros em igual período do ano passado.

Os dados foram avançados esta quarta-feira pelo Banco de Portugal (BdP) que avança ainda que apenas no que diz respeito ao mês de maio, o défice da balança corrente e de capital foi de 1755 milhões de euros, o que corresponde a um aumento de 1067 milhões de euros relativamente ao mesmo período de 2021.

“Este crescimento do défice da balança corrente e de capital deveu-se, sobretudo, ao aumento dos défices das balanças de bens e de rendimento primário”, diz o banco central liderado por Mário Centeno, que acrescenta que “a redução dos excedentes das balanças de rendimento secundário e de capital também contribuíram para o acréscimo do défice externo. Estas evoluções foram parcialmente compensadas pelo crescimento do excedente da balança de serviços”.

Já o aumento do défice da balança de bens, para 2107 milhões de euros, “reflete um crescimento das importações superior ao das exportações em relação a maio de 2021 (41,7% e 33,8%, respetivamente)”.

As exportações e as importações de serviços também aumentaram, respetivamente, 102% e 63,3% relativamente a maio de 2021. Justifica o BdP que, para esta evolução “contribuíram, em particular, as rubricas de viagens e turismo, de transporte aéreo e de serviços de telecomunicações, informáticos e de informação”.

Também cresceram as exportações e as importações de viagens e turismo apresentando um crescimento homólogo de 223,1% e 86,0%, respetivamente, “permitindo que o excedente desta rubrica aumentasse 978 milhões de euros, para 1247 milhões de euros”.

Os comentários estão desactivados.