Cultura

Pedro Abrunhosa canta "Putin, vai-te f**** " e Embaixada da Rússia responde

Pedro Abrunhosa adaptou a letra de uma canção, pedindo ao público para que se juntasse a si no coro: go f*** yourself. "É Águeda que manda, Vladimir", disse. 

Pedro Abrunhosa canta "Putin, vai-te f**** " e Embaixada da Rússia responde

Pedro Abrunhosa, na sua atuação no Festival AgitÁgueda, adaptou a letra da canção "Talvez F****" para fazer referências negativas a Vladimir Putin, Presidente da Rússia. A Embaixada da Rússia em Portugal já reagiu, afirmando que o músico disse "várias coisas grosseiras e inaceitáveis sobre os cidadãos da Federação da Rússia".

Ao interpretar a música, Pedro Abrunhosa adaptou a letra da canção, pedindo ao público para que se juntasse a si no coro: go f*** yourself. "É Águeda que manda, Vladimir", disse. 

Em comunicado, a Embaixada da Rússia em Portugal teceu críticas à performance do músico, dizendo que irá retirar "as respetivas conclusões" das palavras que proferiu: "As suas palavras, indignas do homem de cultura que ainda por cima representa o país, que está a se manifestar abertamente contra qualquer tipo de ódio e discriminação, foram ouvidas."

"Gostaríamos ainda de relembrar a senhor Abrunhosa que os seus gritos vergonhosos se enquadram em mais de que um artigo da legislação penal portuguesa, sendo que neste contexto informámos através dos canais diplomáticos os órgãos competentes de aplicação da lei", pode ainda ler-se.

A Embaixada, no final do texto, diz que "continua a vigiar os interesses dos cidadãos russos residentes em Portugal, e nenhumas provocações ignóbeis ficarão sem resposta".

Os comentários estão desactivados.