Desporto

Lewandowski assina pelo Barcelona

O avançado deixa o Bayern num negócio de 45 milhões, mas há quem aponte a situação financeira do Barcelona e se questione como é que consegue continuar a gastar milhões.


O ponta de lança polaco Robert Lewandowski assinou pelo Barcelona, que vai pagar 45 milhões de euros, mais cinco em variáveis.

O internacional polaco iniciou a carreira profissional no Znicz Pruszkow, seguindo-se o Lech Poznan e, em 2010, rumou aos alemães do Borussia Dortmund, nos quais se manteve até 2014, ano em que se mudou para o Bayern, clube decacampeão germânico e no qual permaneceu até à temporada agora finda.

O atleta não perdeu tempo e já se juntou à digressão do conjunto catalão pelos Estados Unidos, depois de ter concluído esta terça-feira, com sucesso, o reconhecimento médico.

Após ser anunciado como a nova contratação do Barcelona, o ponta de lança escreveu uma mensagem nas redes sociais em agradecimento ao antigo clube: «Gostaria de agradecer aos meus companheiros de equipe, a todos os funcionários e à direção do Bayern, bem como a todos que me apoiaram e tornaram possível que conquistássemos tantos títulos».

«Tenho muito orgulho de tudo o que conquistámos juntos. Acima de tudo, gostaria de agradecer aos adeptos - vocês são os que fazem o clube ser o que ele é. Nós, os jogadores, estamos aqui apenas por um momento. Para mim, esse momento durou oito anos maravilhosos que levarei para sempre em meu coração», confessou Lewandowski.

O polaco abandona o Bayern como um dos atletas mais bem-sucedidos no clube, tendo-se afirmado como o segundo maior marcador da história da equipa alemã, com 344 golos, apenas atrás de Gerd Müller, que apontou 563 tentos, tendo ainda conquistado oitos campeonatos da Bundesliga.

Apesar dos elogios de membros do Bayern a Lewandowski, mesmo depois de abandonar o clube, há quem aponte para a situação financeira do Barcelona e se pergunte como é que um clube que esteve perto da falência ainda consegue contratar jogadores por este valor. 

«Eles têm muitos jogadores novos, não apenas o Robert Lewandowski», disse o técnico do clube alemão, Julian Nagelsmann. «Para ser sincero, não sei como fazem. É o único clube do mundo que pode contratar jogadores sem ter dinheiro. É um pouco estranho, uma loucura», confessou o treinador, durante uma conferência de imprensa na terça-feira em Washington, nos Estados Unidos, onde os bávaros estão a estagiar.

Nagelsmann deixou ainda rasgados elogios ao seu antigo atleta e lamentou já não poder contar com os seus talentos. «Quando temos alguém como o Robert na frente, é preciso jogar mais pelos lados. A maneira como jogamos vai mudar. Será um novo Bayern, será um desafio e gosto de desafios. É bom para todos, teremos de achar novos caminhos e ser criativos», afirmou o técnico.

Os comentários estão desactivados.