Internacional

Turquia vai beneficiar de um preço mais vantajoso sobre os cereais ucranianos devido ao papel de mediador no acordo

Esta será uma iniciativa “que beneficiará os dois países", considerou o deputado turco.


O chefe da comissão de agricultura do parlamento turco afirmou que o seu país poderá comprar cereais ucranianos a um preço mais vantajoso devido ao seu papel de mediador no acordo para a retoma das exportações da Ucrânia em plena invasão russa àquele território.

"Os ministros da Rússia e da Ucrânia prometeram verbalmente que a Turquia receberia vantagens em termos de preços de cereais e da sua compra", disse Yunus Kilic ao jornal 'Sabah' numa reação ao acordo assinado na sexta-feira em Istambul, onde a Rússia também garantiu a exportação dos seus fertilizantes, mesmo com as fortes sanções em vigor contrra Moscovo.

Ainda assim, será Kiev que vai controlar a gestão dos seus produtos, ao “determinar os países fornecedores, os seus volumes e preços de cereais, enquanto a Turquia se limitará a assumir uma função administrativa para facilitar o comércio internacional de cereais ucranianos.

Esta será uma iniciativa “que beneficiará os dois países", considerou o deputado turco.

No acordo ficou estipulado que uma coligação de elementos turcos, ucranianos e da ONU vão supervisionar o carregamento de cereais em navios nos portos ucranianos de Odessa, Chernomosk e Pivdenyi, que deverão navegar numa rota previamente definida através do Mar Negro.

Ao sair do Mar Negro, os navio vão cruzar o Estreito de Bósforo, na Turquia, onde está um centro de coordenação conjunto em Istambul – com representantes da ONU, da Ucrânia, da Rússia e da Turquia – que se encarregará de fiscalizar os navios que entram na Ucrânia para garantir que não transportam armas ou material de combate.

Os comentários estão desactivados.