Vinagrete

Dívidas às Finanças

De facto é preciso dever muito (parece que a dívida ascendia a cerca de um milhão de euros), para alguém das Finanças ter esta atenção, que nunca é merecida por um verdadeiro e simples contribuinte.

Dívidas às Finanças

por Pedro d'Anunciação

Segundo um artigo de um diário de referência, as Finanças perdoaram uma dívida grande a uma pessoa, contra a opinião manifestada pelo deu director. E terá havido no assunto vários partidos implicados, incluindo de governos.

De facto é preciso dever muito (parece que a dívida ascendia a cerca de um milhão de euros), para alguém das Finanças ter esta atenção, que nunca é merecida por um verdadeiro e simples contribuinte.

Tratava-se do aluguer não pago de um edifício do Estado.  Parece que um hospital ou unidade de saúde local pretendia o edifício, e chegou naturalmente a albergar esperanças de o conseguir. No entanto, um governador civil da zona mais um presidente da Câmara levaram antes as Finanças a apresentarem uma proposta de acordo, que os devedores se deram ao luxo de alterar com sucesso, para pagaram muito menos. Ao que consta, safaram-se mesmo dos atrasados.

Os comentários estão desactivados.