Economia

Gazprom fecha mais uma turbina do Nord Stream 1

Após o anúncio, preços do gás dispararam 10%.

Gazprom fecha mais uma turbina do Nord Stream 1

A Gazprom vai parar mais uma das turbinas na estação compressora de Portovaya a partir do dia 27 de julho, factor que poderá fazer com que o gás natural enviado para a Alemanha através do Nord Stream fique reduzida a apenas 33 milhões de metros cúbicos diários, menos de 20% do que os 167 milhões de metros cúbicos planeados.

Este anúncio da energética fez de imediato disparar em cerca de 10% os preços do gás natural na Europa, de acordo com o índice holandês TTF que é a referência para os mercados europeus.

A Gazprom justifica a paragem da turbina com “as condições técnicas da turbina” que obrigam a que seja alvo de manutenção.

Este anúncio surge um dia depois de o Nord Stream ter retomado o seu funcionamento tal como previsto, mas apenas a 30% da sua capacidade total.

Ainda esta segunda-feira, o Kremlin prometeu instalar uma turbina reparada que foi transferida do Canadá no gasoduto Nord Stream1, garantindo também que o gás será fornecido em “volumes correspondentes”, avançou o El País. “A turbina será instalada depois de todas as formalidades serem concluídas. E o gás será bombeado nos volumes correspondentes, os volumes tecnologicamente possíveis”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

Os comentários estão desactivados.