Sociedade

Hospitais de Setúbal e Montijo com novos gestores

Ex-chefe de gabinete de Secretário de Estado nomeada.


Foram nomeadas mais duas novas administrações para hospitais do Serviço Nacional de Saúde que aguardavam desde o início do ano novas equipas gestoras, depois de os mandatos terem sido estendidos até ao final de 2021 por causa da pandemia, justificou no ano passado o Governo. O até aqui vogal do Centro Hospitalar Barreiro Montijo, Pedro Lopes, é o nome escolhido pelos ministérios da Saúde e Finanças para liderar o conselho de administração do Centro Hospitalar de Setúbal, mudando assim de instituição. Já a administração do Centro Hospitalar Barreiro Montijo passa a ser presidida por Maria Teresa Carneiro, nos últimos anos chefe de gabinete do Secretário de Estado da Saúde. É mais uma escolha dentro do gabinete do Ministério da Saúde, depois de na semana passada ter sido nomeada presidente da administração do IPO de Lisboa a antiga chefe de gabinete de Marta Temido, Eva Falcão.

Além de Pedro Lopes, a nova equipa gestora do Centro Hospitalar de Setúbal passa a ter como diretora clínica Irene Ferreira, médica da casa desde 1992. atualmente diretora do Serviço de Anestesiologia 1. É composta pelos vogais João Mendes dos Santos, Sónia Bastos e pela enfermeira-diretora Maria Violante Nunes, também enfermeira do Hospital de São Bernardo desde os anos 80, indica a nota curricular. Já a equipa do Centro Hospitalar de Setúbal mantém Ana Teresa Xavier como diretora clínica, funções que exerce desde 2019. Fica completa com os vogais Miguel Rodrigues, Jorge Pinto e o enfermeiro-diretor José Filipe Nunes, até aqui adjunto do enfermeiro-diretor.

Depois de sete meses de mandatos vencidos, as novas administrações estão agora a iniciar funções  gradualmente nos diferentes hospitais. Os mandatos nestes cargos são de três anos, renováveis uma vez.

Os comentários estão desactivados.