Economia

EasyJet regista perdas entre abril e junho

Tal como outras companhias de aviação, a empresa suspendeu voos nos últimos meses por causa da falta de pessoal em vários departamentos.

EasyJet regista perdas entre abril e junho

A companhia aérea britânica de baixo custo easyJet anunciou perdas de 114 milhões de libras (135 milhões de euros) no período entre abril e junho, 64,15% menos do que no mesmo período em 2021.

Tal como outras companhias de aviação, a empresa suspendeu voos nos últimos meses por causa da falta de pessoal em vários departamentos.

Entre abril e junho de 2022, a easyJet registou um EBITDAR (sigla de Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization, que significa lucros antes dos juros, impostos, depreciações e amortizações) de 103 milhões de libras (121,5 milhões de euros), face a 313 milhões de libras (370 milhões de euros) nos mesmos meses em 2019, antes da crise sanitária. 

A faturação até ao passado dia 30 de junho aumentou 1.755 milhões de libras (2.070 milhões de euros), face a 213 milhões de libras (251 milhões de euros) no mesmo período referente a 2021.  

Os custos gerais entre abril e junho de 2022 foram de 1.896 milhões de libras (2.205 milhões de euros) - 531 milhões (626 milhões de euros) em 2021 - devido ao maior número de voos, em relação ao ano anterior, e a dificuldades na operacionalidade.

 

Os comentários estão desactivados.