Sociedade

PJ detém mulher suspeita de atear 11 fogos em Paredes de Coura

Locais eram de grande risco de propagação das chamas e de difícil acesso. Mulher é também suspeita de provocar um incêndio num edifício.


Uma mulher foi detida pela Polícia Judicária de Braga, esta quarta-feira, por suspeitas de atear onze incêndios florestais "num quadro de desequilíbrio psicológico e emocional" em Paredes de Coura.

Os incêndios terão sido ateados pela suspeita, de 45 anos, durante a tarde desta terça-feira em zonas de floresta, com grande risco de propagação das chamas e de difícil acesso.

Os fogos foram iniciados com chama direta e produtos de combustão fácil, informaram as autoridades, através de comunicado.

"A pronta e eficaz intervenção dos bombeiros e dos sapadores florestais evitaram a rápida propagação dos incêndios, que foram extintos ainda numa fase inicial", lê-se na mesma nota.

A mulher é também suspeita de ter provocado um incêndio num edifício.

A detida vai ser presente a tribunal para primeiro interrogatório judicial.

Os comentários estão desactivados.