Internacional

OMS recomenda redução do número de parceiros sexuais para reduzir nível de transmissão de Monkeypox

"Para os homens que fazem sexo com homens, isso também significa, no momento, reduzir o número dos parceiros sexuais e trocar informações com qualquer novo parceiro para poder contactá-los em caso de aparecimento de sintomas, para que se possam isolar", explicou Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor da OMS. 


Face ao surto de Monkeypox em vários países, a Organização Mundial de Saúde recomentou esta quarta-feira aos homens que têm relações sexuais com outros homens que reduzam o número de parceiros sexuais, já que a melhor maneira de se protegerem é "reduzir o risco de exposição à doença", disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor da OMS. 

"Para os homens que fazem sexo com homens, isso também significa, no momento, reduzir o número dos parceiros sexuais e trocar informações com qualquer novo parceiro para poder contactá-los em caso de aparecimento de sintomas, para que se possam isolar", explicou o responsável. 

Recorde-se que a OMS declarou no sábado passado a doença como uma emergência de saúde pública de preocupação internacional - o nível mais alto de alerta.

Por todo o mundo, são mais de 18.000 casos confirmados de Monkeypox desde o início de maio, fora das áreas endémicas de África, tendo a doença sido relatada em 78 países. Em Portugal foram confirmados 588 casos. 

Os comentários estão desactivados.