Vida

"Vergonhoso, narcisista e de mau gosto". Redes sociais enchem-se de críticas a Olena e Zelensky que são capa da Vogue

Olena posou com o marido, Volodymyr Zelensky, para a revista de moda, mas a sessão, da famosa fotógrafa Annie Leibovitz, não agradou a todos.


Olena Zelenska é a a capa da Vogue norte-americana, de outubro.

A primeira-dama ucraniana está sentada numa escadaria, vestida com um conjunto simples composto por umas calças pretas e uma camisa bege, que completa com umas sabrinas escuras.

Noutras fotografias, da mesma publicação dedicada à moda, Olena Zelenska posa com mulheres soldado e com o marido no gabinete presidencial, em Kiev.

As imagens foram captadas pela lente de Annie Leibovitz, famosa pelos seus retratos de celebridade além das fotografias de moda, e acompanham um perfil de primeira-dama, que combina temas mais leves como o seu estilo com a outros mais complexos sobre como a sua experiência enquanto mulher do Presidente de um país em guerra, desde a invasão russa da Ucrânia, no final de fevereiro passado.

O artigo é intitulado Retrato da Bravura e resultou de uma entrevista presencial, que abordou a "vida de guerra do casal presidencial, o seu casamento, história partilhada e os sonhos para o futuro da Ucrânia".

A publicação das fotografias e do artigo, no entanto, parece não ter sido consensual e apesar de ter recebido vários elogios, foi também alvo de muitas críticas, em especial no Instagram da Vogue.

"Esta pose numa zona de guerra não é do meu agrado", lê-se num comentário à publicação. "Não romantizem a guerra, Vogue", escreveu outro seguidor da revista. "O país em guerra e a primeira-dama a dar uma entrevista a uma revista de moda", “Como é que tem tempo para fazer uma produção de moda enquanto o povo ucraniano está em guerra?”, “Vergonhoso”, “Narcisista”, “elitista”, “de mau gosto” e “poses falsas” são outros exemplos das críticas que circulam nas redes sociais, com maior destaque no Twitter.

Houve mesmo quem aproveitasse a publicação para criticar também o envio de armas e de dinheiro à Ucrânia, a propósito da sessão de fotografias em contexto de guerra.

Por outro lado, vários seguidores reagiram com vários emojis, bandeiras e corações pintados de azul e amarelo, as cores do país.

"Obrigado por usar a sua plataforma para apoiar a Ucrânia", "relevante, Vogue, mais mulheres como esta", foram alguns dos elogios que a sessão fotográfia também recebeu.

Muitas das pessoas que se mostraram a favor da publicação, lembraram e valorizaram que Olena Zelenska tivesse permanecido na Ucrânia, em vez fugir para um destino seguro.

Os comentários estão desactivados.