Economia

Cofina. Lucro cresce 67,1% no primeiro semestre para 3,3 milhões

Dona do Correio da Manhã destaca as receitas associadas à publicidade que cresceram 22,3%.


O resultado líquido consolidado do grupo Cofina atingiu 3,3 milhões de euros nos primeiros seis meses deste ano, o que representa um crescimento de 67,1% face ao primeiro semestre de 2021.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) a dona do Correio da Manhã diz que nesse período, as receitas operacionais chegaram aos 37,6 milhões de euros, um crescimento de 5,9% face ao período homólogo.

“As receitas de circulação registaram 14,7 milhões de euros e um decréscimo de 7,5%. As receitas associadas a publicidade ascenderam a 13,6 milhões de euros o que representa um crescimento de 22,3%” e as outras receitas operacionais atingiram 9,3 milhões (+9,4%), detalha o grupo.

Já os custos operacionais registaram um aumento de 7,1%, atingindo 31 milhões de euros. “Este aumento é, essencialmente, explicado pelo impacto da cobertura da guerra na Ucrânia, bem como da inflação generalizada dos preços, nomeadamente, o preço do papel, da eletricidade e dos combustíveis”, justifica a Cofina.

Neste período, o EBITDA – lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização – atingiu os 6,6 milhões, o que representa um crescimento de 0,3% face ao primeiro semestre de 2021. E o EBIT cresceu 2,1%, atingindo 4,8 milhões face a 4,7 milhões em igual período de 2021.

A Cofina acrescenta que os resultados financeiros do primeiro semestre foram negativos em 0,5 milhões de euros, “que compara com os resultados financeiros negativos do período homólogo de 1,6 milhões de euros”.

E acrescenta que “a variação nos resultados financeiros é explicada, essencialmente, pelos resultados dos investimentos em empreendimentos conjuntos e associadas, que contribuíram significativamente para esta melhoria”.

Os comentários estão desactivados.