Politica

Costa responde à sugestão do chanceler alemão

“A Alemanha pode contar 100% com o empenho de Portugal para a construção do gasoduto”, afirma o primeiro-ministro.


O chanceler alemão mostrou-se, esta quinta-feira, a favor de um gasoduto que transporte gás a partir de Portugal para o resto da Europa, como forma de reduzir a atual dependência de gás russo.

Para Olaf Scholz, um gasoduto a partir de Portugal, através de Espanha e França, que ‘levasse’ gás ao resto da Europa, "resolveria os problemas atuais", relacionados com a dependência energética em relação à Rússia e admitiu que os anteriores não consideraram essa possibilidade.

Horas depois, o primeiro-ministro português recorreu ao Twitter, mostrando-se “100% disponível para apoiar a sugestão do alemão.

“A Alemanha pode contar 100% com o empenho de Portugal para a construção do gasoduto. Hoje para o gás natural, amanhã para o hidrogénio verde”, escreveu António Costa.

“Até lá, o Porto de Sines poderá ser utilizado como plataforma logística para acelerar a distribuição de GNL para a Europa”, acrescentou.

Os comentários estão desactivados.