Economia

Fundo de pensões. Sindicato quer BCP a aplicar excedente

O sindicato argumenta que “parte do excesso de financiamento” deve-se “a muitos anos em que não houve aumentos de salários e pensões”. 

Fundo de pensões. Sindicato quer BCP a aplicar excedente

O Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB) exigiu ao BCP que os excedentes do fundo de pensões, de cerca de 700 milhões de euros, revertam para a “realização de aumentos condignos, salariais e de pensões” dos trabalhadores e pensionistas do banco. 

O sindicato argumenta que “parte do excesso de financiamento” deve-se “a muitos anos em que não houve aumentos de salários e pensões”. 

O SNQTB aponta ainda que, caso haja uma reposição dos direitos dos trabalhadores e o banco aceite a negociação das matérias apresentadas, o BCP "poderá então recorrer ao mecanismo de devolução do excesso de financiamento no fundo de pensões", mas que apenas deve ser devolvido "o correspondente às dotações feitas pelo próprio BCP, ou seja, excluindo-se todos e quaisquer valores referentes às contribuições realizadas pelos trabalhadores".

 

Os comentários estão desactivados.