Opiniao

Artistas: silêncio no Avante!

A Festa do Avante!, não é apenas um festival ou um programa cultural, é um espaço político, ideológico e com uma agenda assumidamente pró-Russia e pró-Putin

Artistas: silêncio no Avante!

Por Francisco Mota, historiador e gestor de projetos

O Partido Comunista Português é defensor de Putin, do regime perseguidor, da morte e da barbárie contra o povo ucraniano, não respeitando o direito internacional e soberania de um Estado livre, autónomo e democrático.

O Partido Comunista Português desde o início da invasão à Ucrânia que nunca condenou atitude destrutiva da Rússia, mantendo-se fiel, cooperante e subordinado ao regime de Putin.

O comunismo é antidemocrático e totalitário. Está no seu ADN ser controlador das liberdades e garantias das pessoas e a favor de um totalitarismo marxista leninista saudando os princípios da derrotada URSS, que procura ressuscitar, promovendo a morte de crianças, mulheres e homens inocentes, semeando o horror, a fome e a miséria.

A Festa do Avante!, não é apenas um festival ou um programa cultural, é um espaço político, ideológico e com uma agenda assumidamente pró-Russia e pró-Putin. Ao contrário do que a extrema esquerda procura fazer sucessivamente  com quem pensa diferente, não pretendo com isto promover o cancelamento cultural, o julgamento público ou a imposição de uma agenda.

Acredito sim, é que as sociedades só podem sobreviver a uma grande crise, como aquela que vivemos, se puderem apelar a um reserva de sentimento patriótico de liberdade coletiva, enquanto garante da liberdade individual.

Reconheçamos no bem dos outros e da Humanidade inteira o compromisso que implica lutar pelos valores morais que combatem o egoísmo, a violência, a indiferença, a corrupção nas suas mais diversas formas e por último o entrincheiramento do Homem nos interesses individuais.

A solidariedade é a grande virtude do comportamento social, detendo o compromisso educativo e formativo com as novas gerações. Se é na famílias o lugar privilegiado da missão educativa e onde deve ser transmitido os valores do amor ao próximo, da fraternidade e no cuidar pelo outro, existem todos os outros agentes sociais que devem estar cientes da responsabilidade que detém em envolver as dimensão moral e social da pessoa. 

A cultura, os agentes culturais e os meios de comunicação social têm essa responsabilidades. A cultura e os artistas são agentes fundamentais da liberdade, do respeito mútuo e solidariedade. A música e a arte são instrumentos de paz. Cabe a cada um de vocês serem construtores de um mundo melhor, sentido a responsabilidade pela fraqueza  com que o povo Ucraniano procura fazer caminho. Coloquem-se ao serviço dos mais vulneráveis, das famílias que sofrem e da sociedade que chora. 

Neste desafio que vos deixo, resignem aos vossos desejos, expectativas e objetivos em nome desta causa maior. Como diria o Papa Francisco: «O serviço nunca é ideológico, dado que não servimos ideias, mas pessoas».
No Avante!, não façam ouvir os vossos instrumentos e silenciem a vossa voz.  

Os comentários estão desactivados.