Sociedade

País vai estar em estado de alerta de domingo a terça-feira devido ao calor

Estão previstas temperaturas superiores a 40 graus. 


Portugal continental vai estar, entre domingo, dia 21, e terça-feira, dia 23, em estado de alerta devido à nova vaga de calor que se vai fazer sentir a partir deste sábado. 

O anúncio foi feito esta sexta-feira pelo Ministro da Administração Interna (MAI), José Luís Carneiro, que lembrou que além das temperaturas altas, está também previsto vento que pode chegar aos 40 km/hora. 

"A situação de alerta será ativada para os dias 21, 22 e 23, estando prevista uma reavaliação [da situação] na segunda-feira ao fim do dia", disse o resposável. 

Devido ao risco de incêndio, causado em parte pelas temperaturas qu deverão ser superiores a 40 graus, estão em causa limitações quanto ao uso do fogo, máquinas, trabalhos agrícolas e acessos aos espaços florestais, sendo que a Proteção Civil fica autorizada a contratar mais  500 bombeiros para "manter o vigor e a eficácia que tem existido até agora”.

Além disso, nas medidas anunciadas consta também o pagamento antecipado “superior a um milhão de euros às corporações de bombeiros que têm tido o esforço de integração no dispositivo especial no combate a incêndios rurais”.

Estas medidas foram anunciadas à comunicação social numa conferência de imprensa na sede da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), em Carnaxide, no final das reuniões de José Luís Carneiro, e da secretária de Estado da Proteção Civil, Patrícia Gaspar, com o Centro de Coordenação Operacional Nacional da ANEPC e com os membros das áreas governativas da Defesa Nacional, do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, da Saúde, do Ambiente e Ação Climática e da Agricultura e Alimentação. 

 

 

 

Os comentários estão desactivados.