Economia

Quase dois mil trabalhadores portuários em greve em Inglaterra

Esta paralisação poderá causar perturbações na cadeia de abastecimento, alertou o sindicato Unite. No entanto, fonte fonte portuária diz que será apenas um “inconveniente e não uma catástrofe”.

Quase dois mil trabalhadores portuários em greve em Inglaterra

Cerca de dois mil trabalhadores portuários de Felixstowe, no distrito de Suffolk Coastal, em Inglaterra, iniciaram no domingo uma greve de oito dias. Em causa está a melhoria de condições salariais.

Esta paralisação poderá causar perturbações na cadeia de abastecimento, alertou o sindicato Unite. No entanto, fonte fonte portuária diz que será apenas um “inconveniente e não uma catástrofe”.

O sindicato advertiu que esta paragem no porto, que movimenta quase metade dos contentores que entram no país, terá "um impacto significativo nas cadeias de abastecimento britânicas e nos setores da logística e do transporte".

Esta é a primeira greve a que o Porto de Felixstowe assiste desde 1989 e conta com a participação de 1.900 funcionários, incluindo condutores de gruas e operadores de máquinas. 

 

Os comentários estão desactivados.