Economia

Crédito Agrícola: lucro cai

Banco explicou que a quebra ‘foi influenciada pelos resultados não recorrentes obtidos no primeiro semestre de 2021’. 


O lucro do Crédito Agrícola caiu 33,2%, para 64,4 milhões de euros, nos primeiros seis meses do ano. Trata-se de uma queda de  33,2% face ao primeiro semestre de 2021. A instituição financeira explica que esta quebra «foi influenciada pelos resultados não recorrentes obtidos no primeiro semestre de 2021, relacionados com ganhos líquidos com operações financeiras, no valor de 55,2 milhões de euros (51,3 milhões de euros no primeiro trimestre de 2021), bem como com juros retroativos, referentes a 2020, no valor de 8 milhões de euros recebidos no primeiro trimestre de 2021 no âmbito do programa financeiro do BCE - TLTRO [operações de refinanciamento de prazo alargado direcionadas]».

A carteira de crédito subiu 3% em termos homólogos, para 11,9 mil milhões de euros, refletindo um «apoio continuado por parte do grupo a empresas, empresários, famílias e instituições do setor social e da administração pública central e local». 

Só o crédito à habitação disparou 9,5% em termos homólogos, explicou o banco liderado por Licínio Pina. 

Os comentários estão desactivados.