Politica

Ministra da Saúde demite-se

Primeiro-ministro agradeceu “todo o trabalho desenvolvido” por Marta Temido, “muito em especial no período excecional do combate à pandemia da covid-19”, acrescentando que executivo “prosseguirá as reformas em curso tendo em vista fortalecer o SNS e a melhoria dos cuidados de saúde prestados aos portugueses”.


Marta Temido, a ministra da Saúde, apresentou esta terça-feira a demissão, que já foi aceite pelo primeiro-ministro, António Costa. 

“A ministra da Saúde, Marta Temido, apresentou hoje a sua demissão ao primeiro-ministro por entender que deixou de ter condições para se manter no cargo”, pode ler-se num comunicado do ministério enviado às redações esta madrugada. 

António Costa, também numa nota divulgada poucos minutos depois, informou que “recebeu o pedido de demissão da ministra da Saúde": “Respeita a sua decisão e aceita o pedido, que já comunicou ao senhor Presidente da República”, diz o texto. 

O primeiro-ministro agradeceu “todo o trabalho desenvolvido” por Marta Temido, “muito em especial no período excecional do combate à pandemia da covid-19”, acrescentando que executivo “prosseguirá as reformas em curso tendo em vista fortalecer o SNS e a melhoria dos cuidados de saúde prestados aos portugueses”.

Marta Temido, recorde-se, iniciou funções como ministra da Saúde em outubro de 2018, sucedendo a Adalberto Campos Fernandes.

Os comentários estão desactivados.