Internacional

Liz Truss será a nova primeira-ministra do Reino Unido

As suas grandes bandeiras durante a campanha focaram-se em cortes fiscais, um política de mercado livre e um tom forte com os sindicatos, havendo já quem a compare com Margaret Thatcher. 


Liz Truss é a nova líder do Partido Conservador e será a nova primeira-ministra do governo do Reino Unido, a terceira mulher a ocupar o cargo naquele país. 

"É uma honra ser eleita líder do partido", afirmou a até agora ministra dos Negócios Estrangeiros, no discurso de vitória, agradecendo à família, amigos e apoiantes, ao opositor Rishi Sunak e aos colegas Conservadores por organizarem "a maior entrevista de emprego da História".

A sucessora de Boris Johnson foi a escolhida pelo Comité 1922, o conselho dos deputados que organiza as eleições internas para a liderança do partido Conservador. 

Já sobre o "amigo Boris Johnson", Truss frisa que conseguiu executar o Brexit, "esmagar Jeremy Corbyn", levar a cabo a vacinação contra a covid-19 e "enfrentar Vladimir Putin".

Liz Truss era chefe da diplomacia britânica, tendo ainda passado por outros cargos governamentais, como subsecretária de Estado para a Infância e Educação, ministra do Ambiente, da Alimentação e dos Assuntos Rurais, ministra da Justiça e ministra do Comércio Internacional.​​​​

As suas grandes bandeiras durante a campanha focaram-se em cortes fiscais, um política de mercado livre e um tom forte com os sindicatos, havendo já quem a compare com Margaret Thatcher.

O anúncio foi feito esta segunda-feira e amanhã torna-se oficial quando Johnson apresentar a demissão de primeiro-ministro à rainha Isabel II no castelo de Balmoral, na Escócia.

 

Os comentários estão desactivados.