Sociedade

Bloco de partos da maternidade Alfredo da Costa fechado amanhã e na próxima segunda-feira

O encerramento do bloco deve-se à falta de médicos. 


O bloco de partos da maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, vai voltar a fechar as portas esta sexta-feira e na próxima segunda-feira devido à falta de médicos.

De acordo com as informações partilhadas no Portal do SNS sobre os Serviços de Urgência Obstétrica/Ginecológica, o bloco de partos vai estar parado desde as 9h de sexta-feira até as 9h de sábado. Já na segunda-feira funcionará apenas entre as 00h e as 9h.

Nesta maternidade, 44 dos 55 especialistas fazem serviço de urgência, sendo que três estão de baixa e outros oito apresentaram justificações para não realizar trabalho noturno por terem mais de 50 anos.

A administração do hospital disse ao jornal Público que os médicos se estão a recusar a fazer mais horas extraordinárias. Desta forma, estes encerramentos acontecem pela sexta vez desde o início do verão.

A partir do dia 23 de agosto, todas as escalas foram garantidas pelos profissionais com menos horas extraordinárias, confirmou na altura o diretor da área de Ginecologia e Obstetrícia.

Sobre as escalas de setembro, o médico explicou na altura que era cedo para falar, mas que acreditava ser “ainda possível resolver o problema”.

Os comentários estão desactivados.