Internacional

Carlos III foi oficialmente proclamado oficialmente Rei

Rei Carlos III diz que quer seguir o exemplo inspirador da mãe no seu reinado e garante estar consciente das responsabilidades que se seguem nos próximos anos.


Carlos III foi oficialmente proclamado Rei do Reino Unido, numa cerimónia realizada, este sábado, no palácio de St. James, em Londres.

O novo monarca britânico sobe ao trono, aos  73 anos, depoisa da morta da sua mãe, a Rainha Isabell, que faleceu, aos 96 anos, na quinta-feira, no castelo de Balmoral, Escócia, após 70 anos de reinado.

A proclamação foi lida poucos minutos depois das 10h na cerimónia chamada Conselho de Ascensão, que foi transmitido em direto pela primeira vez. Ao assinar o juramento pelo qual se torna Rei, Carlos III comprometeu-se a "seguir o exemplo inspirador" de Isabel II, sublinhando estar "profundamente consciente da grande herança, deveres e pesada responsabilidade" da monarquia.

"Ao tomar estas responsabilidades, lutarei por seguir o exemplo inspirador que me precede, mantendo o Governo constitucional, e procurando a paz, harmonia e prosperidade dos povos destas ilhas", declarou o novo Rei.

Carlos III afirmou ainda que dedicará o resto da vida a esta "pesada tarefa", salientando que conta com "o afeto e lealdade dos povos" dos quais é agora soberano, sublinhando ainda que será "guiado pelo seu parlamento eleito".

"O príncipe Carlos Filipe Artur Jorge é agora, pela morte da nossa falecida soberana de boa memória, de acordo com a lei, o nosso único e justo senhor, pela graça de Deus, Rei e defensor do Reino Unido da Grã-Bretanha, Irlanda do Norte e dos seus outros reinos e territórios", lê-se na proclamação, lida primeiro pelo escrivão real.

Na cerimónia do Conselho de Adesão estiveram também a Rainha consorte, Camilla, e o príncipe de Gales, William, bem como a primeira-ministra britânica, Liz Truss, e seus antecessores no cargo, como Boris Johnson, Theresa May, Gordon Brown, David Cameron e Tony Blair.

Os comentários estão desactivados.