Economia

Dívida soberana portuguesa. Agência de notação sobe rating de Portugal

A agência norte-americana elogiou os resultados «sólidos» nas finanças públicas e no crescimento económico.


A agência de notação financeira Standard and Poor’s (S&P) subiu o rating da dívida soberana portuguesa de ‘BBB’ para ‘BBB+’, com perspetiva estável. Esta avaliação tem lugar depois de, a 26 de agosto, a DBRS ter subido a avaliação da dívida soberana portuguesa para ‘A’ (baixo), com perspetiva estável.

A agência norte-americana elogiou os resultados «sólidos» nas finanças públicas e no crescimento económico, «ancorados nos financiamentos europeus».

«Apesar do aumento dos custos da energia e o aumento das taxas de juro, Portugal tem continuado a registar taxas de crescimento robustas e resultados fortes no mercado de trabalho e na execução orçamental», diz a S&P, e acrescenta também que a rúbrica do «investimento estará prestes a aumentar de forma significativa, graças às expectativas de que 61,2 mil milhões de euros irão chegar da União Europeia entre 2022 e 2027».

O rating é uma avaliação atribuída pelas agências de notação financeira, com grande impacto para o financiamento dos países e das empresas.

Os comentários estão desactivados.