Opiniao

O Professor dos Valores Certos

Há uns anos, quando corajosamente assumiu a presidência do CDS, o país conheceu o desafio da ideologia certa. A ideologia dos valores. Indiferentemente de ser direita, centro ou esquerda, a força dos valores como primado e do bem comum como fim do que é servir a causa pública.

O Professor dos Valores Certos

Bernardo Theotónio-Pereira
Especialista em Estratégia Nacional e ex-doutorando do Professor Adriano Moreira

 

Muitos parabéns ao ‘nosso’ Professor Adriano Moreira e meu orientador em estratégia nacional.

Aliás, como definimos e me ensinou ‘Uma estratégia nacional na era do globalismo’.

Há uns anos, quando corajosamente assumiu a presidência do CDS, o país conheceu o desafio da ideologia certa. A ideologia dos valores. Indiferentemente de ser direita, centro ou esquerda, a força dos valores como primado e do bem comum como fim do que é servir a causa pública.

Mas o país não entendeu, ou ainda não estava preparado para princípios políticos que são o único futuro viável.

Mas o Senhor Professor ousou. Não se vendeu ao credo do preço das coisas e tentou-nos ensinar o valor do que é importante. Nunca poderemos esquecer o discurso: «Nós não somos a direita dos interesses … nós somos a direita dos valores», e, apesar da resposta ingrata e estapafúrdia prosseguiu sem receios e sempre com enorme grandeza e dignidade.

Vulto intelectual raro, o Professor Adriano Moreira sempre foi um homem sereno, vanguardista e visionário, ousando e estando sempre à frente do jovem que tudo vê, tudo ouve, tudo lê e tudo estuda. Eu posso falar por experiência própria. Pois, nos nossos vários maravilhosos encontros, não havia dia, independentemente da hora que fosse, que o Senhor Professor, a minha referência, não estivesse sempre além do que eu julgava já saber ou conhecer, sempre a surpreender e a lembrar a velha máxima de Platão «Só sei que nada sei», que nos obriga sempre a mais procura, a mais saber, a mais tolerância e abertura de espírito!

Os nossos encontros são sempre, para mim, lições de Vida extraordinárias e um enorme privilégio.

O Senhor Professor faz 100 anos. Um século. Um século cheio, repleto de saber. Um século de entrega e de enorme exemplo. Desde a vinda de Trás-os-Montes que sempre a todos lembra, à carreira de advogado ímpar que, talvez, poucos se lembram, à ousadia que a história política regista, à família extraordinária que construiu e ao exemplo de vida que consolida e personifica.

100 anos de muito tempo, bom.

100 anos de muito exemplo e saber, únicos.

100 anos à medida de uma Vida extraordinária.

Não foi por acaso que o Senhor Professor escolheu a sala do vanguardista Abade Correia da Serra que, infelizmente, poucos conhecem, mas que faz todo sentido, como homem igualmente global, erudito e sábio.

Porque Senhor Professor, hoje, percebo bem o que sempre me ensinou: Portugal precisa de uma estratégia nacional e de líderes com visão e ambição, para deixar de ser o Estado exíguo, exógeno e quase protetorado em que se tornou, e que entendam definitivamente que a língua Portuguesa é o recurso natural e imaterial que precisamos de valorizar, viver e potenciar.

Por tudo isto, neste dia, comemoramos também o brilhantismo intelectual, sempre tão bem a saber interpretar e desafiar os tempos. Pelo permanente serviço à Pátria com inteligência ímpar, por ser um cidadão e um Português absolutamente exemplar, pela sua humanidade, pela sua Vida… OBRIGADO Professor Adriano Moreira.

Vivam os seus 100 anos de Vida!
Viva o Professor excecional!
Viva o patriota e estadista!
Viva o Homem bom!
Viva o Professor Adriano Moreira!

Os comentários estão desactivados.