Sociedade

PSP expulsou 20 polícias em 2021

Autoridade revela no balanço social de 2021 que no ano passado foram instaurados 1.209 novos processos disciplinares e decididos 1.518, tendo transitado 1.874 para 2022, acrescentando que transitaram 1.324 processos disciplinares de 2020 para 2021.


A Polícia de Segurança Pública (PSP) expulsou 20 polícias e suspendeu outros 108 na sequência de processos disciplinares decididos em 2021, altura em que foram arquivados cerca de 73% dos casos. 

Publicado no seu site, a PSP revela, no balanço social de 2021, que no ano passado foram instaurados 1.209 novos processos disciplinares e decididos 1.518, tendo transitado 1.874 para 2022, acrescentando que transitaram 1.324 processos disciplinares de 2020 para 2021.

"Entre os 1.518 processos decididos, 1.108 processos foram arquivados, 37 resultaram em repreensão, 245 resultaram na aplicação da pena de multa, 108 tiveram como decisão final a aplicação de pena de suspensão e 20 resultaram na aplicação da pena de demissão", refere o documento daquela autoridade. 

Em comparação com 2020, no ano passado foram abertos mais 65 novos processos. O número de suspensões também cresceu (mais 14), assim como o de demissões (mais cinco).  Assim, ao longo do ano passado,  72,9% dos casos foram arquivados e a pena de multa é a maior consequência dos processos decididos, representando 16,14%.

Segundo a PSP, no mesmo texto, a pena de suspensão de função representa 7,11%, seguido da repreensão escrita (2,44%) e a demissão (1.32%).

O documento dá ainda conta de que os dias de ausência por motivo de atividade sindical aumentaram no ano passado em relação a 2020 (28%), tendo sido contabilizados 3.002 dias no ano passado.

Os comentários estão desactivados.