Sociedade

Detidos cinco carteiristas em Lisboa em dois dias pela PSP

Em comunicado, a PSP adianta que "o grupo atuava de maneira concertada, que consistia em selecionar as vítimas, que passeavam descontraidamente por Lisboa, seguindo-as e, de seguida, furtando-lhes os bens astuciosamente".

Detidos cinco carteiristas em Lisboa em dois dias pela PSP

Comando Metropolitano de Lisboa da PSP deteve na segunda e terça-feira passadas cinco carteiristas, sendo que dois deles são "velhos conhecidos" da polícia e os restantes três são suspeitos de terem vindo a Portugal "somente para praticar furtos". Os pertences, avaliados em mais de cinco mil euros, foram recuperados e entregues aos donos.

Em comunicado, a PSP adianta que "o grupo atuava de maneira concertada, que consistia em selecionar as vítimas, que passeavam descontraidamente por Lisboa, seguindo-as e, de seguida, furtando-lhes os bens astuciosamente".

Três dos suspeitos foram detidos no Largo da Madalena, depois de terem furtado uma carteira. A polícia veio a constatar que um dos carteiristas já tinha sido detido em 2020 pela mesma equipa da PSP, estando proibido de frequentar a zona do Rossio e Baixa Chiado e obrigado a apresentar-se diariamente às autoridades da sua área de residência.

Os outros dois homens, revela ainda aquela autoridade em comunicado, ambos com 51 anos de idade, foram detidos na terça-feira por suspeita da "prática do furto a quatro homens, na zona do Martim Moniz, em Lisboa". Os suspeitos eram "velhos conhecidos dos polícias por se dedicarem a furtos de objetos em esplanadas" e foram "detetados e detidos na rua de São Mamede, em Lisboa, ainda na posse de todos os pertences das vítimas".

 

Os comentários estão desactivados.