Internacional

Tropas ucranianas encontram "câmara de tortura" na cidade libertada de Balakliya, em Kharkiv

Ministério de Defesa da Ucrânia, numa mensagem publicada nas redes sociais, faz referência a uma parede na qual foi esculpida a oração do Pai Nosso e uma cruz, alegadamente por prisioneiros ucranianos. 

Tropas ucranianas encontram "câmara de tortura" na cidade libertada de Balakliya, em Kharkiv

A cidade ucraniana de Balakliya, na região de Kharkiv, recentemente recuperada pelas tropas de Kiev, continha uma "câmara de tortura", anunciou esta quarta-feira o Ministério de Defesa da Ucrânia. 

O governo, numa mensagem publicada nas redes sociais, faz referência a uma parede na qual foi esculpida a oração do Pai Nosso e uma cruz, alegadamente por prisioneiros ucranianos. 

"Câmara de tortura russa em Balakliya libertada. O Pai Nosso foi esculpido na parede por prisioneiros ucranianos. A Rússia deve ser responsabilizada por este flagrante genocídio", lê-se na mensagem.

Cerca de 40 pessoas foram detidas durante a ocupação russa naquela cidade, avança Serhii Bolvinov, chefe do departamento de investigação da Polícia Estadual da região de Kharkik, dando ainda o exemplo de um homem que terá ficado 46 dias encarcerado e torturado com choques elétricos. 

"Além disso, os investigadores têm informações sobre os moradores mortos da cidade. Sabe-se que foram baleados no posto de controlo pelos russos no último dia da ocupação", afirmou Bolvinov.

Algumas zonas da cidade ainda não têm água ou eletrecidade. 

 

Os comentários estão desactivados.