Internacional

Jovem condenada a pagar multa a família de violador

Além da multa de 150 mil dólares, a jovem foi condenada a cinco anos de liberdade condicional.


Pieper Lewis, uma rapariga de 17 anos norte-americana que esfaqueou o seu alegado violador até à morte, foi condenada, por um tribunal de Iowa a cinco anos de liberdade condicional e a pagar uma multa de 150 mil dólares (cerca de 150 mil euros) à família do agressor, Zachary Brooks.

No ano passado, Lewis declarou-se culpada de homicídio involuntário e lesão intencional, duas acusações que podem ser puníveis com até 10 anos de prisão. O crime aconteceu em 2020, a jovem vítima de tráfico humano tinha 15 anos e Brooks tinha 37 anos.

Lewis foi sentenciado na terça-feira pelo juiz do distrito de Polk County, David M. Porter e, sob os termos de sua liberdade condicional, o juiz ordenou que fosse colocada numa instalação residencial, onde deveria usar um dispositivo de rastreamento. Caso viole os termos da liberdade condicional, pode ser punida com uma pena de prisão até 20 anos.

“Os próximos cinco anos da sua vida serão cheios de regras das quais você discorda, tenho a certeza”, disse Porter. “Esta é a segunda oportunidade que pediu. Não conseguirá uma terceira”, escreve a BBC.

Em relação a ser obrigada a pagar uma multa à família do violador, o juiz explicou que “este tribunal não tem outra opção”, afirmando que a restituição é obrigatória sob a lei de Iowa, confirmada pelo Supremo Tribunal deste estado.

A polícia e os promotores não questionam o facto de Lewis ter sido agredida sexualmente e traficada, mas os promotores argumentam que Brooks estava a dormir no momento em que foi esfaqueado e, portanto, não constituía um perigo imediato para a jovem.

Iowa não se encontra entre as dezenas de estados que têm aquilo que é designado como a “lei de porto seguro” que concede às vítimas de tráfico algum tipo de imunidade criminal.

As autoridades revelaram que Lewis era uma fugitiva que estava a tentar escapar aos abusos da sua mãe adotiva e dormia nos corredores de um prédio de apartamentos em Des Moines quando um homem de 28 anos a raptou e forçou-a a traficar-se para outros homens em troca de sexo.

A jovem disse que um desses homens era Brooks, que a violou várias vezes nas semanas antes da sua morte. Depois do último abuso, Lewis pegou numa faca que estava numa mesa de cabeceira e esfaqueou Brooks num ataque de raiva.

Os comentários estão desactivados.