Sociedade

Infarmed manda retirar do mercado produtos da marca Cien

Produtos em causa são para a coloração de cabelo e continham na sua composição produtos considerados cancerígenas. 


A autoridade nacional do medicamento (Infarmed) ordenou esta sexta-feira que fossem retirados do mercado alguns produtos de cosmética da marca Cien, comercializada pelo Lidl, por conterem uma substância proibida. 

De acordo com uma nota publicada no site oficial da autoridade, os produtos em causa são para a coloração do cabelo, nomeadamente para "Cabelo escuro", "Preto", "Chocolate Brasil", "Castanho Noz", "Loiro platinado", "Loiro Caramelo Luminoso", "Loiro Sahara", "Loiro Dourado" e "Loiro Glam Shine".

A Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde refere que, no âmbito de uma ação de fiscalização, constatou "a existência no mercado nacional de produtos cosméticos da marca Cien, cujo distribuidor é a empresa Lidl & Cia, que continham na sua composição o ingrediente Butylphenyl methylpropional".

O Infarmed realça que desde o início de março deste ano que não podem ser comercializados ou disponibilizados ao consumidor produtos cosméticos que tenham na sua composição 'butylphenyl methylpropional ou piritiona de zinco', substâncias classificadas como cancerígenas, mutagénicas ou tóxicas para a reprodução e avisa as entidades que disponham deles que os podem disponibilizar, apelando ainda aos consumidores para não utilizarem estes produtos.

 

 

 

Os comentários estão desactivados.