Sociedade

Quase 5.000 pessoas detidas pela PSP este verão

Número aumentou quase 40% em relação ao período anterior à pandemia de covid-19. 


Foram detidas pela Polícia de Segurança Pública (PSP) durante este verão 4.926 pessoas, um aumento de cerca de 38% face ao mesmo período de 2019, antes da pandemia de covid-19.

Num comunicado divulgado esta sexta-feira no âmbito de um balanço da operação "Verão Seguro 2022", realizada entre 16 de junho e 5 de setembro, a autoridade detalhou que das detenções feitas, 1.288 foram por condução sob o efeito de álcool, 1098 por condução sem habilitação legal, 617 por tráfico de droga, 110 por posse de arma proibida, 194 por furto e 83 por roubo. 

As detenções por crimes rodoviários "aumentaram consideravelmente", tendo sido registasdas mais 1.102 detenções do que em 2019, nomeadamente 510 por condução sob o efeito de álcool e mais 592 por condução sem habilitação legal. 

Além disso, também os crimes por roubo aumentaram significativamente, tendo sido detidas mais 49 pessoas do que em 2019, assim como por posse de arma proibida - tendo sido detidas mais 61 pessoas do que em 2019 e apreendidas mais 380 armas. 

Foram ainda apreendidos 371 quilos de explosivos e mais de 4.196.500 doses individuas de droga. 

No mesmo período temporal, a PSP realizou mais de 6.500 operações no âmbito da fiscalização rodoviária, segurança nas zonas de diversão noturna e segurança privada no que toca à fiscalização a estabelecimentos de diversão noturna.

Relativamente às ações de prevenção rodoviária, foram fiscalizadas mais de 219.200 viaturas e registados mais de 47.700 autos de contraordenação, nomeadamente 4.050 por falta de inspeção periódica obrigatória, 956 por falta de seguro, 1.347 por uso do telemóvel durante a condução, 1.104 por não utilização do cinto de segurança e 160 por não utilização dos sistemas de retenção de crianças.

 

Os comentários estão desactivados.