Sociedade

DGS quer que se continue a usar máscara nos transportes públicos e nas farmácias

Autoridades de saúde explicam que recomendações foram atualizadas tendo em conta "a atual situação epidemiológica e a melhor evidência científica".

DGS quer que se continue a usar máscara nos transportes públicos e nas farmácias

A Direção-Geral de Saúde (DGS) actualizou as medidas recomendades face à situação epidemiológica atual da covid-19.

Assim, as autoridades de saúde recomendam que a máscara continue a ser usada como medida de proteção em zonas como farmácias, transportes públicos, aeroportos, terminais marítimos e redes de metro e de comboio.

O documento "Covid-19: Adequação das medidas de saúde pública", publicado no site da DGS desde quinta-feira, foi atualizada de acordo com "a atual situação epidemiológica e a melhor evidência científica", explicam as autoridades sanitárias.

A DGS aconselha também as pessoas mais vulneráveis, nomeadamente as com doenças crónicas ou estados de imunossupressão com risco acrescido para covid-19 grave, a utilizaram máscara sempre que se encontrem numa "situação de risco aumentado de exposição".

Sublinhe-se que esta atualização surge cerca de três semanas após o Governo ter decretado o fim da obrigatoriedade do uso de máscara nos transportes públicos de passageiros, em táxis e TVDE e aviões.

Os comentários estão desactivados.