Politica

Governo retira candidatura de João Leão ao Mecanismo Europeu de Estabilidade

Candidatura do ex-ministro das Finanças luxemburguês também foi retirada. Nenhum dos dois candidatos conseguiu obter a maioria qualificada necessária para a nomeação.


O Governo português retirou a candidatura do ex-ministro das Finanças, João Leão, ao cargo de diretor-geral do Mecanismo Europeu de Estabilidade, anunciou o Ministério das Finanças, esta terça-feira, em comunicado.

A candidatura do ex-ministro das Finanças luxemburguês, Pierre Gramegna, também foi retirada.

"Na sequência de consultas informais que tiveram lugar nos últimos meses entre os ministros das Finanças da área do euro, verificou-se que, ainda que cada um dos candidatos tenha reunido um grande número de votos, nenhum dos dois conseguiu obter a maioria qualificada de 80% dos votos necessária para ser nomeado Diretor-Geral do MEE", lê-se no comunicado.

"Para evitar um impasse e para não prejudicar a sucessão de Klaus Regling, atual diretor-geral do MEE, as duas candidaturas foram retiradas da disputa a partir de hoje [terça-feira]", refere o Governo na mesma nota.

 

O presidente do Eurogrupo e presidente do Conselho de Governadores do MEE, Paschal Donohoe, “informará oportunamente sobre o processo subsequente", adianta ainda o ministério.

Os comentários estão desactivados.