Economia

Lucros excessivos? "Na eletricidade não vejo onde estão"

O gestor referiu ainda que o setor já está sujeito a uma contribuição extraordinária, criada durante o período da troika, considerando que devia acabar pois "é o imposto mais estúpido que há, porque quanto mais se investe mais se paga".

Lucros excessivos? "Na eletricidade não vejo onde estão"

O presidente executivo da Greenvolt, João Manso Neto, afirmou que não há lucros excessivos nas elétricas e lembrou que as energéticas já pagam uma contribuição extraordinária, que classificou como um imposto “estúpido”, porque penaliza quem mais investe.

O gestor referiu ainda que o setor já está sujeito a uma contribuição extraordinária, criada durante o período da troika, considerando que devia acabar pois "é o imposto mais estúpido que há, porque quanto mais se investe mais se paga".

"O choque fiscal é fundamental. Como pode a abordagem aos impostos no OE2023 ajudar famílias e empresas", João Manso Neto manifestou-se ainda contra políticas que considerem a atribuição de mais subsídios.

"Concordo com o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais [que fez a intervenção na abertura desta conferência] quando diz que a transição energética é essencial", mas "não concordo quando se diz que são necessários mais subsídios. Não é esse o ponto", afirmou o CEO da Greenvolt.

Os comentários estão desactivados.