Editorial Luz

Portugal, o 'extra' e umas amêijoas

Está definitivamente na berra este país à beira-mar plantado, pelo menos para alguns, já que para a maioria dos portugueses vai ficando cada vez mais fora de moda ou de mão.

Portugal, o 'extra' e umas amêijoas

Portugal continua na moda. Sobretudo no Verão, que agora fechou portas, é frequente ver cada vez mais casos de estrelas internacionais que procuram o Sul do país: o último foi o ator canadiano Keanu Reeves, que passou por Tavira, durante uma estadia de três dias. Mas exemplos não faltam e, além dos paraísos algarvios, a Comporta tem-se destacado como um dos destinos de eleição das celebridades nos últimos anos: Tom Brady e Gisele Bündchen passaram pela região no último mês de junho, adensando ainda mais esta lista. A juntar a isto, podem ser acrescentados os casos ainda mais especiais, ou seja, quando ficam de tal maneira rendidos a Portugal que avançam para compras de casas na capital (e não só), quer para se instalarem definitivamente ou passarem longas temporadas por cá – prova maior disso mesmo aconteceu com a rainha da pop, Madonna, que, aliás, tinha também como um dos programas preferidos ir passear de cavalo à praia, no areal... da Comporta.

De volta à curta, mas saborosa, passagem de Reeves, ficámos a saber que não deixou de provar as amêijoas da nossa costa, as ostras da ria e um bom presunto – e sem grandes surpresas para nós, ficou fã.

Portugal continua, assim, na moda. Não só para figuras destacadas de Hollywood, mas, como está à vista de todos, para nomes mundialmente conhecidos, nas mais diversas áreas, do desporto ao mundo do espetáculo.

Está definitivamente na berra este país à beira-mar plantado, pelo menos para alguns, já que para a maioria dos portugueses vai ficando cada vez mais fora de moda ou de mão.

Resta começar a contagem decrescente para outubro e para o ‘extra’ de 125 euros… Lá que dá para uma dose de amêijoas, isso dá, embora até o pão pese cada vez mais nos bolsos.

Mas é saborear e relembrar que Portugal está na moda. Com exceção para a esmagadora maioria dos portugueses.

Os comentários estão desactivados.