Sociedade

Efemérides de 26 de Setembro (2022)

1968 - Marcello Caetano (1906-80) foi nomeado há 54 anos presidente do Conselho de Ministros, na sequência da comprovada incapacitação de Salazar (1889-1970), após AVC que o levou a ser operado.

Efemérides de 26 de Setembro (2022)

1928 Vinte e três países assinaram há 94 anos o Pacto da Sociedade das Nações (antecessora da ONU que não conseguiu evitar a II Guerra), na sequência da I Grande Guerra, segundo proposta de Woodrow Wilson (1856-1924, Presidente dos EUA entre 1912-21) apresentada e aprovada em 1919 na Conferência de Versalhes.

1960 Na campanha das presidenciais norte-americanas, há 62 anos, John Kennedy e Richard Nixon protagonizaram o primeiro debate televisivo entre candidatos, que se julga ter sido também o mais determinante.

1968 Marcello Caetano (1906-80) foi nomeado há 54 anos presidente do Conselho de Ministros, na sequência da comprovada incapacitação de Salazar (1889-1970), após AVC que o levou a ser operado.

1974 Numa corrida de toiros no Campo Pequeno, presidida por António de Spínola (então Presidente da República) e Vasco Gonçalves (acabado de ser nomeado primeiro-ministro), a chamada Maioria Silenciosa, impossibilitada de fazer uma manifestação no dia 28 seguinte, deu largas às vaias contra o MFA e o Poder constituído.

1983 Foi inaugurada há 39 anos, em Lisboa, a réplica da Pedra de Dighton, rochedo de 40 toneladas do rio Taunton, nos EUA, que ostenta a inscrição do navegador português Miguel Corte Real (n.1450), dado como morto em 1502 (data do seu desaparecimento), mas que a assinaria e dataria em 1511.

1989 Um pequeno avião que transportava os deputados portugueses João Soares, Nogueira de Brito e Rui Gomes da Silva, de visita à UNITA, caiu há 33 anos na Jamba (quartel General de Savimbi), Angola, deixando em estado grave o primeiro deles.

1998 Estreou-se há 24 anos, no âmbito da Expo 98 (e no seu próprio recinto), a ópera O Corvo Branco, do compositor minimalista norte-americano Philip Glass (n.1937), com libreto de Luísa Costa Gomes.

2002 A Inspecção-Geral do Trabalho anunciou há 20 anos, já no Governo de Durão Barroso, que iria multar os jornais e as empresas que violassem a Lei e divulgassem anúncios de emprego discriminando o sexo do trabalhador.

2021 O A conservadora Suíça votou há 1 ano pela legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo, em referendo nacional.

Os comentários estão desactivados.