Sociedade

GNR procura mulher bipolar dada como desaparecida

Alerta foi dado na noite de sábado.


A Guarda Nacional Republicana (GNR) está a procurar em Cabanas de Tavira uma mulher que, no sábado, foi dada como desaparecida e cujo carro e telemóvel foram localizados naquel local. 

De acordo com uma fonte policial à agência Lusa, a desaparecida tem 30 anos e "alguns problemas do foro mental, como bipolaridade", tendo as autoridades recebido o alerta do seu desaparecimento ainda na noite de sábado.

Durante o dia tem estado a decorrer diligências para localizar a mulher. 

"[Após o alerta do desaparecimento] Foi logo solicitada a localização celular, recebemos a localização do telemóvel no dia seguinte, mas [o dispositivo] não estava com ela", disse António Ramalho, oficial responsável pelas Relações Públicas do Comando Territorial de Faro da GNR.

O automóvel da desaparecida foi localizado "ao pé da igreja das Cabanas de Tavira" e "no interior estava o telemóvel, a identificação e dinheiro", adiantou a mesma fonte, sublinhado que decorrem "buscas e diligências para a localizar".

"Foram alertadas todas as instituições possíveis - Polícia Marítima, Bombeiros -, e decorrem as diligências, está a alargar-se cada vez mais o perímetro [de busca], mas até agora ainda não houve sucesso", explicou ainda.

 

Os comentários estão desactivados.